Buscar no SF

Carregando...

sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Um vício chamado assado de tiras - Mercado de Carnes Kobrasol

A cada dia que passa sinto-me uma pessoa mais carnívora, infelizmente. Gostaria de conseguir não desejar uma carne macia transbordando suculência, mas não. Ao ver a brasa acesa e toda sua potência, quero mais é que a fumaça e o calor penetre nas entranhas do pedaço generoso de carne que me espera coberto por sal grosso. Sombrio, eu sei.

Dentre tantas variáveis quando o assunto é carne, algumas me fazem salivar incondicionalmente, como entrecôte, rib eye e, sem dúvidas, costela. Preparar uma boa costela requer organização, tempo e paciência. Não queria colocar uma costela na churrasqueira com pressa. De jeito maneira. O segredo está em deixar a peça no fogo e esquecer. Quando os ossos começarem a "saltar" da carne é bom sinal.

Nem sempre nos organizamos antecipadamente para preparar um costelona daquelas, então, uma boa saída é preparar assados de tira na brasa. O assado é um corte argentino em que a costela é cerrada, pegando o osso. Eu adoro, pois devido a gordura entremeada, apresenta muita suculência e sabor. Além de ser super saboroso, o assado não precisa de muito tempo no fogo. É rapidinho, ideal para comer como aperitivo.

Nós compramos o assado, bem como entrecôte, prime rib etc., no Mercado de Carnes Kobrasol do nosso amigo Mateus, pois nunca tem erro, sempre carnes maravilhosas. Como publiquei no Instagram (@saboreandofloripa, segue lá!), recebemos duas caixas cheias de produtos do Mercado, sendo uma delas uma caixa de carnes para churrasco que continha o que? Sim, assados de tira! Ainda mais chique: assado de tira tipo exportação. Não demorou muito para tacarmos fogo na churrasqueira, temperarmos os assadinhos só com sal grosso e mandar ver. Bom demais! Recomendamos.




Façam suas encomendas diretamente com o Mateus no Mercado de Carnes Kobrasol e não se esqueçam que leram no Saboreando. Tenho certeza que gostarão do atendimento e principalmente do produto.


Endereço: Rua Antônio Scherer, 257 - Kobrasol. São José/SC.
Telefone: (48) 3247-1416 ou 3247-5240
Horário de funcionamento: Segunda a sexta-feira das 07:30h às 12:30h e das 14h às 19:30h. Sábado das 07:30h às 17h.

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Saboreando o Leitor: Poesia Bistrô - por Tadeu Knoth

Nosso fiel e viajante leitor Tadeu Knoth nos conta sobre mais uma de suas experiências gastronômicas. Tadeu já contribuiu com o blog através de resenhas sobre restaurantes do Estado (Bistrot Mamma Lu [Joinville], Number Seven [Balneário Camboriú] e até Oktoberfest), como também em outros países, como é o caso do premiado Don Julio, Alvear (Argentina) e Km0 (Chile).

A resenha de hoje é sobre suas impressões no Poesia Bistrô, na Praia dos Amores em Balneário Camboriú. Mais uma vez, agradecemos ao Tadeu por compartilhar conosco mais uma de suas opiniões. Caso você tenha alguma boa experiência gastronômica e gostaria de dividir aqui no Saboreando, entre em contato: saboreandofloripa@gmail.com

-

Sobre o Poesia Bistrô....

O ambiente é típico de bistrô: calmo e aconchegante, com música ambiente no volume ideal. Chama atenção as flores frescas dentro de pequenos vasos cuidadosamente arrumados sobre as mesas, sem grandes pretensões, porém pequenos detalhes que geram a sensação de que aquilo foi feito com carinho só para você.

Assim que sentei à mesa, o garçom ofereceu água mineral saborizada com fatias de limão e laranja, trazida em uma pequena jarra, cortesia da casa. Como não pedi couvert, me foi servido gentilmente para acompanhar o vinho Las Moras Sauvignon Blanc (R$67), paezinhos de batata baroa acompanhados de manteiga de truta defumada - que de tão boa quase pedi para repetir -, ambos produzidos na casa.




O atendimento é cortes e atencioso, talvez até um pouco forçado, o que é natural em restaurantes que estão começando. A comida chegou em tempo rápido, coisa rara em restaurantes no Brasil, e a conta idem. Ponto positivo que o garçom entendia de vinhos e soube indicar rótulos adequadamente.

Pedi polvo e, claro, lembrei-me de vocês. O polvo é cinco estrelas! Polvo grelhado ao molho provençal, acompanhado de musseline de banana da terra aromatizado com pimenta calabresa e crocante de batata salsa (R$61). Não sei se foi a mistura do polvo com o purê de banana da terra, mas garanto que foi o melhor que já comi. Estava perfeito, grelhado e macio por dentro - o polvo mais macio que já experimentei. O purê de banana da terra uma delícia, estava discretamente apimentado e casou muito bem com o polvo e com a batata baroa fina, crocante e saborosa.




A conta chega à mesa em uma caixinha com uma poesia (Poesia Bistrô). Achei original e de bom gosto. Gostei muito do que vi. Para quem se interessar, ali vai funcionar também um hotel exclusivo com apenas 4 (quatro) quartos.




Ambiente: ♥♥♥♥
Atendimento: ♥♥♥♥
Sabor: ♥♥♥♥♥